Bem vindo ao Arinos Notícias, Domingo, 22 de Abril de 2018
Novo Horizonte do Norte-MT
     
25 de Junho, 2013 - 04:01
Projeto Aprovado Gerou Polêmica na Câmara Municipal de Novo Horizonte do Norte-MT Nesta Segunda-Feira

  Arinos Noticias

Na noite do dia 24/06/2013 as 19hrs30mim foi realizada a 10º Sessão ordinária na Câmara Municipal de Vereadores de Novo Horizonte do Norte-MT.

Entre vários os projetos que foram aprovados,um causou polemica entre os vereadores onde 04 (Quatro) Vereadores chegaram a quase abandonar o plenário quando o projeto foi colocado em votação.

O projeto que autoriza o Poder Executivo Municipal a ceder a Chácara( Viveiro) para a Empresa Laércio de Souza que vai montar uma marcenaria no Município e ocupara a chácara durante 02 (DOIS ANOS) teve 04 (Quatro) pedido de VISTO pelos vereadores Manoel do (PT) Valdecir de Sá (PPS) Rodrigo Marques (DEM) e o Líder do Prefeito na Câmara o vereador Bico Doce (PP)

O presidente não considerou os vistos que foram pedido e levou o projeto em votação o que ocasionou na alteração dos vereadores que chegaram a abandonar o plenário quando o presidente perguntou quem seria a favor ou contra a aprovação do projeto.

O projeto foi aprovado pela maioria 05 (Cinco) Votos a favor e 04 (Quatro) Votos Contra.

Alguns dos vereadores que foram contra disse que se preciso for irão recorrer a justiça para que anule a aprovação do projeto por motivo de terem pedido visto eo presidente não ter concedido eles afirmam que são a favor do projeto mais que não tiveram tempo para conversar com o empresário que quer montar a empresa e que tem alguns erros a serem corrigidos por esse motivo pediram o visto.

O Vereador Valdecir de Sá (PPS) após a sessão Concedeu entrevista ao Arinos Noticias onde ele diz que e a favor do projeto mais que gostaria que fosse dado visto no projeto para que pudessem discutir melhor sobre ele, mais que o se o projeto realmente for aprovado e dar continuidade ele vê o total despreparo do presidente da câmara, e que eles vereadores não tem nem um poder sobre a câmara e que o Presidente manda na câmara faz o que quer manda e desmanda, e no entanto eles não aceitarão por que foram eleitos pelo voto da população. Disse o Vereador Valdecir de Sá (PPS)

Também em Entrevista ao Arinos Noticias o Presidente da Câmara Municipal de Vereadores Bila Uliana (PR) disse que os vereadores que pediram Visto do projeto estão em seus direitos e que ele respeita todos os vereadores, mais que ele se obrigou a colocar o projeto em votação por motivo de estarem entrando em recesso e que o projeto só seria pautado novamente no dia 12 de agosto quando eles voltarem aos trabalhos.

Segundo o presidente não se sabe por que virou uma polemica este projeto por que e um projeto muito simples que não deveria ter tido toda essa polemica perante o projeto.

Perguntado para o Presidente se acontecerá de o projeto voltar atrás e não ser aprovado haverá uma Sessão Extraordinária para aprovar o Projeto.

Ele diz que o projeto já foi aprovado pela maioria e que somente a justiça derrubara esta sessão que aprovou o projeto e que os vereadores tem o direito de irem atrás da justiça se quiserem, e que o projeto esta aprovado e ponto final por que o projeto foi aprovado por 05 votos a 04 votos.


 


Confira Na Integra as Entrevistas e a 10º Sessão Ordinária.

Entrevista Vereador Valdecir de Sá (PPS)
Entrevista Presidente da Câmara Bila Uliana (PR)
10º Sessão Ordinária
Fonte: Arinos Noticias/Bruno Oliveira
 1 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Comentários
  Nome: Alcides Batista Martins Junior
  E-mail: alcidesbmj@hotmail.com
  Publicado às: 28/06/2013 - 14:05:07
  Enviado pelo IP: 177.175.241.6
  Cidade: Sinop/Novo Horizonte do Norte

Sou a favor de ceder terrenos públicos, por período temporário seguindo aumento de prazo caso se faça necessário, tendo em vista o bem comum da sociedade, porém, da forma como foi sancionada e publicada vejo um favorecimento à Empresa Laércio de Souza, pois seria mais adequando a formulação de Edital, para divulgação e ampla concorrência, se faz necessário para haver imparcialidade da lei, verificando se as condições de trabalho são aceitáveis e se a Pessoa Jurídica está em dias com as suas obrigações.
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
17/04/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2018 - Arinos Notícias