Bem vindo ao Arinos Notícias, Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017
Noticia
     
30 de Outubro, 2017 - 15:25
Acusado de ter matado irmão em Juara é condenado a mais de 17 anos de prisão

O réu Luciano Aparecido Silva, vulgo Cuia, foi condenado a 17 anos e 6 meses de reclusão por ser acusado de ter matado seu irmão Carlos Roberto Silva Campos, na madrugada do dia 18 de julho de 2010.

De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público, o acusado Luciano, agindo com intenção de matar e utilizando-se de uma faca, por motivo fútil, matou a vítima Carlos Roberto, seu irmão. A promotora Roberta Sheregatti disse que foi explanado aos jurados todas as provas do processo. Ela ressaltou ao júri que o réu possui condenações por furto e diversos processos por “lei Maria da Penha”.

Para a reportagem da rádio Tucunaré e site Acesse Notícias, Pedro Flory Diniz Nogueira, juiz de direito da 3ª Vara de Juara, disse que os trabalhos ocorreram de maneira positiva, após 10 horas de duração, quando foi iniciado as 08:00h e encerrado às 18:00h de sexta-feira, dia 28.

O magistrado explicou que como o réu estava em liberdade e ao proferir a sentença, é mantido o mesmo status de liberdade que ele tinha anteriormente, segundo as jurisprudências do caso. “O tempo que ele ficou preso preventivamente é detraído quando for feita a guia de execução penal dele”, informou.

Amanda Colet, advogada de defesa, frisou que irá recorrer da sentença e apresentar um recurso requerendo a anulação do júri. A defensora justificou que irá recorrer devido no seu entendimento ter acontecido algumas situações realizadas pelo Ministério Público e que pra ela feriou o artigo 479 do Código de Processo Penal e alguns outros que trata sobre situações dentro do plenário.

Conforme observou a advogada, seu cliente agiu se defendendo de seu irmão Carlos. “Infelizmente na época quando Luciano foi preso, não tiveram o cuidado de fazer o corpo de delito e isso atrapalhou muito minha tese de defesa”, justificou. A advogada frisou que se fosse feito o exame, ela iria conseguir provar que Luciano tinha sido agredido por seu irmão.

Amanda revelou para a reportagem da rádio Tucunaré e site Acesse Notícias, que no momento da discussão, Carlos estava estrangulando Luciano na pia da cozinha, e em seguida Luciano pegou uma faca e desferiu um golpe, que segundo a advogada, era para se defender do irmão que o enforcava.

Até que seja analisado o novo recurso, Luciano vai aguardar o processo em liberdade.

Fonte: Acesse Notícias
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
21/11/2017
19/11/2017
18/11/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2017 - Arinos Notícias