Bem vindo ao Arinos Notícias, Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017
Noticia
     
7 de Novembro, 2017 - 20:33
Câmara de Juara (MT) cria CPI para investigar prefeita por suspeita de fraude em licitação


Os vereadores de Juara, a 690 km de Cuiabá, instauraram uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a prefeita Luciane Bezerra (PSB), suspeita de contratar uma empresa de publicidade sem licitação. A empresa foi contratada pela prefeitura por R$ 240 mil para divulgar as ações do poder público, Luciane nega as acusações e afirmou que deve apresentar defesa no decorrer da comissão.



A CPI foi aprovada por unanimidade na sessão ordinária da segunda-feira (6). Na ocasião, foram escolhidos os membros da comissão através de sorteio. A vereadora Ulliane Macarena (PMDB) irá presidir a comissão. Os cargos de secretário e relator serão ocupados pelos vereadores Eraldo Markito (PR) e Salvador Pizzolio (PRB), respectivamente.



De acordo com a Câmara de Juara, a CPI tem 90 dias para apurar as denúncias contra a prefeita. O período pode ser prorrogada por mais 90 dias, caso seja necessário.



Luciane Bezerra é suspeita de fraudar licitações da prefeitura. Ela já tinha sido denunciada pelo Ministério Público (MP) em outubro deste ano pelo mesmo motivo.



Além dela, também foram denunciados por suspeita de participação na contratação com dispensa indevida de licitação o chefe do gabinete dela, Antonio Batista da Mota; o procurador-geral do município, Leornardo Fernandes Maciel Esteves, e o empresário Valdeir Francisco de Souza, proprietário da empresa V.F. de Souza Fotografia- ME. O G1 não localizou a defesa dos denunciados.



Conforme o MP, todos os denunciados promoveram dispensa de licitação sob argumento de que havia urgência na contratação de uma agência de publicidade para divulgar as ações do poder público, especialmente aquelas voltadas à saúde e ao calendário escolar. No entanto, o ato seria ilícito e "não passou de um esquema montado para dar aparência de legalidade ao procedimento”.



Delação de Silval




Luciane Bezerra, que já foi deputada estadual, foi citada na delação do ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB) e aparece em um vídeo recebendo suposta propina. Nas imagens, ela pega maços de dinheiro e guarda na bolsa.




À época, Luciane alegou que o dinheiro seria usado para pagar dívidas de campanha.




 

Fonte: G1 MT
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
21/11/2017
19/11/2017
18/11/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2017 - Arinos Notícias