Bem vindo ao Arinos Notícias, Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
Noticia
     
23 de Novembro, 2017 - 10:39
Arcanjo passa por exame e pode cumprir pena em regime semiaberto

O ex-bicheiro foi condenado a 82 anos de prisão por diversos crimes, entre eles o assassinato do dono do Jornal Folha do Estado, jornalista Sávio Brandão.

O juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, da 2ª Vara Criminal de Cuiabá, determinou que o ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro seja avaliado pela médica psiquiatra Luíza Forte Stuchi, em um exame criminológico, que vai indicar a possibilidade de Arcanjo cumprir o restante da pena em regime semiaberto.

O ex-bicheiro foi condenado a 82 anos de prisão por diversos crimes, entre eles o assassinato do dono do Jornal Folha do Estado, jornalista Sávio Brandão. Atualmente, Arcanjo está preso em uma cela isolada da Penitenciária Central do Estado (PCE).

Visando à concessão da progressão regimental, levando-se em consideração o número de delitos praticados, além de haver delitos cometidos pelo reeducando que se revestem de extrema gravidade, o que, “a priori”, revela a necessidade de avaliação minuciosa do requisito subjetivo para o retorno à sociedade, determino desde já, a realização do exame criminológico, com a participação de médico psiquiatra”, determinou o magistrado.

Além do exame, o juiz determinou a avaliação da gravidade dos crimes cometidos por Arcanjo, o período de 14 anos de prisão, já cumprido por ele, bem como o direito à progressão de pena. “... Avaliação do número de delitos praticados, além de haver delitos cometidos pelo reeducando que se revestem de extrema gravidade, o que a priori, revela a necessidade de avaliação minuciosa do requisito subjetivo para o retorno à sociedade”.

O magistrado fixou honorário de R$ 2 mil para a médica psiquiatra Luíza Forte Stuchi, que deverá ser pago pela defesa de Arcanjo, representada pelos advogados Zaid Arbid e Paulo Fabrinny Medeiros.

Na determinação, o juiz pediu que as demais Comarcas sejam notificadas para que sejam apuradas por quais varas tramitam processos em desfavor de Arcanjo e, em seguida, que seja concedida certidão circunstanciada, para que o Juízo informe caso haja qualquer alteração da situação processual nos autos.

Histórico de prisão

Arcanjo foi preso em 2003 no Uruguai e ingressou no sistema penitenciário federal em outubro de 2007, quando foi encaminhado para a Penitenciária Federal de Campo Grande (MS).

Em abril de 2013, o detento seguiu para a Penitenciária Federal de Porto Velho (RO) e em março de 2016 ele foi encaminhado para a Penitenciária Federal de Mossoró (RN), de segurança máxima.

Em setembro deste ano ele foi transferido para Penitenciária Central do Estado (PCE) em Cuiabá.

Somadas, as penas de Arcanjo chegam a 82 anos e seis meses de prisão, por diversos crimes, entre eles assassinatos, lavagem de dinheiro e contrabando, formação de quadrilha e evasão de divisas.

O ex-chefe do crime organizado do Estado foi condenado a 19 anos de prisão pela morte do empresário Domingos Sávio Brandão de Lima Júnior, fundador do Jornal Folha do Estado.

Arcanjo Também foi condenado a 44 anos de prisão pelo assassinato do radialista Rivelino Brunini. O homicídio ocorreu em 2002 na Avenida do CPA.

Fonte: CAMILA PAULINO/ RepórterMT
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
12/12/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2017 - Arinos Notícias