Bem vindo ao Arinos Notícias, Segunda-Feira, 15 de Outubro de 2018
Noticia
     
28 de Dezembro, 2017 - 16:15
Conselho aprova aumento e tarifa de R$ 3,85 passa a valer no dia 2

Decisão foi unânime; último reajuste da passagem havia sido concedido em março de 2016.

Por decisão unânime, o Conselho Participativo da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec) aprovou, nesta quinta-feira (28), o aumento de R$ 0,25 na passagem do transporte coletivo na Capital.



Com a aprovação, a tarifa - que atualmente custa R$ 3,60 - subirá para R$ 3,85. O novo valor passa a valer a partir do dia 2 de janeiro de 2018.


O Conselho Participativo Municipal, formado por 36 membros, é um órgão superior de representação e participação da sociedade na Arsec, que exerce o controle social dos serviços públicos de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo, tratamento e destinação final de resíduos sólidos, transporte coletivo urbano e iluminação pública.


Votaram pelo aumento os representantes das secretarias municipais de Mobilidade Urbana, de Habitação e Regularização Fundiária, de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, de Obras Públicas, de Serviços Urbanos, sindicatos dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada e Afins de Mato Grosso, das empresas de transporte coletivo e dos usuários de serviços públicos.


Também votaram a favor representantes da Câmara de Cuiabá, Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de Mato Grosso (Crea), Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado de Mato Grosso (CAU), Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado de Mato Grosso (Sinduscon), Sindicato dos Trabalhadores ligados ao abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário (Sintaesa), Sindicato dos Trabalhadores Ligados à Prestação de Transporte Coletivo Urbano (STETTCR) e Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci).


O aumento foi proposto pela Arsec em novembro. Na época, o projeto foi encaminhado para o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) e, depois, enviado para votação no Conselho.




No cálculo da tarifa, a Agência afirma levar em conta o preço do diesel, o custo para manutenção da frota de ônibus e a média salarial dos motoristas - somados a benefícios pré-fixados, conforme Convenção Coletiva de Trabalho -, assim como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que se refere a outras despesas.





A planilha do cálculo para o reajuste da passagem de ônibus aponta, por exemplo, que a média salarial dos motoristas - somados os benefícios - subiu de R$ 2.595, em 2016, para R$ 2.757 este ano.


Os gastos com combustível também aumentaram, uma vez que o valor médio do diesel em novembro de 2016, por exemplo, era de R$ 2,99 e passou para R$ 3,20, em setembro deste ano.




O último reajuste da tarifa de ônibus foi concedido em março de 2016, quando a passagem aumentou R$ 0,50, passando de R$ 3,10 para R$ 3,60.


Neste ano, a Prefeitura de Cuiabá decidiu congelar o preço da tarifa do ano anterior e não aprovou o aumento da passagem.


Leia mais:


Agência propõe tarifa a R$ 3,85 a partir de 1º janeiro de 2018

Fonte: Alair Ribeiro/MidiaNews
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
15/10/2018
11/10/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2018 - Arinos Notícias