Bem vindo ao Arinos Notícias, Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018
Noticia
     
1 de Fevereiro, 2018 - 17:23
EX-gerente do Siccob de Barra do Garças é preso em Jataí. Desfalques nas contas de cooperados podem chegar a R$ 4 milhões

O delegado do Departamento de Polícia Federal, Rafael Vasconcelos, concedeu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (01/02), onde discorreu sobre a Operação

a operação denominada “Prenda-me se for Capaz”, título alusivo ao filme estrelado pelo ator Leonardo de Caprio, onde, entre outras ações, o personagem praticava várias fraudes bancárias e que por diversas vezes consegue driblar a polícia, estando sempre foragido. Porém, no fim da trama, o criminoso é capturado e preso, coincidindo com os atos praticados pelo ex-gerente da agência Sicoob de Barra do Garças. Por determinação da Justiça Federal, seção de Barra do Garças, foi efetuado um mandado de prisão preventiva contra Antonio Paulo Cabral, buscas e apreensões de documentos e mídia de computadores. O ex-gerente do banco cooperativo Siccob, agência de Barra do Garças, foragido desde novembro de 2017, acusado de lesar contas correntes de aproximadamente dez cooperados, subtraindo das mesmas, o valor aproximado de R$ 4 milhões, foi preso na manhã desta quinta-feira, em Jataí-GO.





DR. RAFAEL VALADARES - DELEGADO DE POLÍCIA FEDERAL

Segundo explicou o delegado, esta é a primeira etapa da fase ostensiva da operação, haja vista, a mesma ficou quase um ano na fase velada e a partir de agora passa a vigorar na fase ostensiva da operação.

- A operação “Prenda-me se for Capaz”, diz respeito a crimes praticados contra o sistema financeiro nacional, neste caso específico, praticado no Banco Siccob, agência de Barra do Garças. O gerente de captação da cooperativa, possui uma relação de confiança acima do recomendado pela agência Siccob central, com vários cooperados e através desta relação e de outras artimanhas, o mesmo logrou êxito em fraudar várias transações financeiras que gerou um prejuízo em torno de R$ 4 milhões a estes cooperados do banco. As transações financeiras foram apontadas em relatórios de inteligência emitidos pelo COAF – Conselho de Controle de Atividades Financeiras, citando como exemplos: saques sem as respectivas autorizações dos cooperados, contratos de empréstimos simulados, adiantamento de crédito para o correntista de valores elevados, descontos de notas promissórias rurais sem as respectivas autorizações, extratos falsos, além de saques através de cheques supostamente falsificados. Até o presente momento, houve a identificação de mais de dez cooperados que teriam sido vítimas indiretas das condutas do investigado, fatores estes, objetos determinantes na prisão do ex-gerente da agência, na manhã desta quinta-feira, em Jataí-GO (250 Km de Barra do Garças). – disse o delegado.

O mesmo informou ainda que os cooperados alegaram vários desvios em suas contas através de BOs registrados na Polícia Civil e Federal.



Segundo apurou o Chocolate News, o ex-gerente Antonio Paulo Cabral, esteve na agência pela última vez no dia 10 de novembro de 2017 e a partir de então foragiu da cidade tomando rumo ignorado, sendo preso na manhã desta quinta-feira, por volta das 8h, em Jataí-GO. O mesmo já foi transferido para Barra do Garças, onde neste momento, está prestando depoimento na PF.

Fonte: Chocolate News
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
22/02/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2018 - Arinos Notícias