Bem vindo ao Arinos Notícias, Sexta-Feira, 25 de Maio de 2018
Noticia
     
11 de Maio, 2018 - 10:15
Mato Grosso completa hoje 270 anos de história

Nesta quarta-feira (9 de maio) o Estado de Mato Grosso comemora 270 anos instalação e muita história para ser contada por seus habitantes. A independência da capitania de São Paulo foi assinada pelo Rei Dom João V em 1748, criando a Capitania de Mato Grosso, e marcando o crescimento do Estado pujante e próspero que é hoje. Em 1822, com a independência do Brasil, passou a ser chamada Província de Mato Grosso e em 1899, com a República, a denominação passou a Estado de Mato Grosso.


 


Durante estes 270 anos, o Estado vivenciou momentos importantes que marcaram a história. Dentre eles, ressalta-se a conhecida “Rusga”, movimento nativista de matança de portugueses, em 30 maio de 1834. Na madrugada deste dia, cerca de 80 revolucionários tomaram as ruas da capital em busca dos portugueses. A ordem era de saquear as casas lusitanas e, se preciso fosse, matar cada um que se colocasse em seu caminho, levando como troféu a orelha de cada inimigo morto. Nesta quarta-feira (9 de maio) o Estado de Mato Grosso comemora 270 anos instalação e muita história para ser contada por seus habitantes. A independência da capitania de São Paulo foi assinada pelo Rei Dom João V em 1748, criando a Capitania de Mato Grosso, e marcando o crescimento do Estado pujante e próspero que é hoje. Em 1822, com a independência do Brasil, passou a ser chamada Província de Mato Grosso e em 1899, com a República, a denominação passou a Estado de Mato Grosso.


 


Durante estes 270 anos, o Estado vivenciou momentos importantes que marcaram a história. Dentre eles, ressalta-se a conhecida “Rusga”, movimento nativista de matança de portugueses, em 30 maio de 1834. Na madrugada deste dia, cerca de 80 revolucionários tomaram as ruas da capital em busca dos portugueses. A ordem era de saquear as casas lusitanas e, se preciso fosse, matar cada um que se colocasse em seu caminho, levando como troféu a orelha de cada inimigo morto.


Marca ainda a história do Estado a criação do Poder Judiciário estadual com a fundação do Tribunal da Relação da Província de Mato Grosso em 1874. Na ocasião, o desembargador Ângelo Francisco Ramos foi nomeado como primeiro presidente do Tribunal, juntamente com outros quatro desembargadores. Desde então, o Judiciário Estadual cresceu e se fortaleceu juridicamente com o aumento de magistrados e também com o aporte de servidores que dão cumprimento às decisões judiciais. A corte é presidida pelo desembargador Rui Ramos Ribeiro.




Atualmente, o Poder Judiciário é considerado pelo Conselho Nacional de Justiça como mais eficiente tribunal de médio porte, dentre um total de 10 estados do mesmo tamanho. Também figura em primeiro lugar quando o assunto é produtividade de magistrados e ainda em terceiro em relação à produtividade dos servidores da Justiça Estadual. A transparência em repasse de informações para o CNJ também foi reconhecida quando a instituição conferiu o selo ouro ao TJMT. Todos estes reconhecimentos datam de outubro de 2017, última edição do anuário Justiça em Números que analisa a eficiência dos tribunais de todas as esferas do Brasil.



Outro ponto que marcou a nossa história foi a divisão do Estado em 11 de outubro de 1977. O fato é pouco lembrado por aqui, mas no vizinho a data é feriado, pois marcou a independência da região sul em relação à capital de Mato Grosso, Cuiabá. Naquela época, enquanto o sul tentava a divisão, o norte endurecia e barrava a separação. Mato Grosso tinha à época 93 municípios e 1.231.549 quilômetros quadrados. A lei que dividiu o Estado deixou Mato Grosso com 38 municípios e Mato Grosso do Sul com 55.


 


Apesar de ter menos municípios, Mato Grosso ficou com a maior área: 901.420 quilômetros quadrados e atualmente somam 141 cidades. Hoje está dividido em 141 municípios e é habitado por 3,3 milhões de pessoas, que compõem a população mato-grossense como um povo diverso, receptivo, acolhedor e cheio de alegria em receber visitantes. Outro ponto que marcou a nossa história foi a divisão do Estado em 11 de outubro de 1977. O fato é pouco lembrado por aqui, mas no vizinho a data é feriado, pois marcou a independência da região sul em relação à capital de Mato Grosso, Cuiabá. Naquela época, enquanto o sul tentava a divisão, o norte endurecia e barrava a separação. Mato Grosso tinha à época 93 municípios e 1.231.549 quilômetros quadrados. A lei que dividiu o Estado deixou Mato Grosso com 38 municípios e Mato Grosso do Sul com 55.


 


Apesar de ter menos municípios, Mato Grosso ficou com a maior área: 901.420 quilômetros quadrados e atualmente somam 141 cidades. Hoje está dividido em 141 municípios e é habitado por 3,3 milhões de pessoas, que compõem a população mato-grossense como um povo diverso, receptivo, acolhedor e cheio de alegria em receber visitantes.






Além dos fatos históricos, quando se fala em Mato Grosso não podemos nos esquecer de citar a biodiversidade existente por aqui, tendo em vista que poucos lugares no planeta possuem tamanha riqueza natural. É um dos poucos territórios no mundo a abrigar três biomas: Amazônia, Pantanal e Cerrado. Esses biomas, associados com as belezas do Araguaia, atraem milhares de pessoas de todos os cantos do planeta que buscam viver intensas emoções e novas experiências em nossa terra, seja por turismo visitando nossos rios, cachoeiras, sítios arqueológicos, praias e chapadões, seja a negócio, em virtude da economia em constante crescimento. O Estado também é conhecido como o celeiro do país, campeão na produção de soja, milho, algodão e rebanho bovino. Além de grãos, o Estado é o maior produtor de pescado de água doce do país, responsável por 20% da produção do Brasil, com 75,6 mil toneladas (IBGE 2013).


 


Keila Maressa e Mylena Petrucelli


Coordenadoria de Comunicação do TJMT


imprensa@tjmt.jus.br


(65) 3617-3394/3393/3409

Fonte: tjmt.jus
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
25/05/2018
24/05/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2018 - Arinos Notícias