Bem vindo ao Arinos Notícias, Sexta-Feira, 19 de Outubro de 2018
Notícia
     
30 de Julho, 2018 - 14:07
Taques rebate Mendes e diz: "Eu não vou mandar professor embora"

Governador afirma que promoveu reforma administrativa no início do mandato e que adversário fala com "ignorância"

O governador Pedro Taques (PSDB), pré-candidato à reeleição, classificou como "ignorância" declarações do também pré-candidato Mauro Mendes (DEM), que disse que o tucano nunca encaminhou as reformas administrativa e tributária ao Legislativo e foi um mau gestor.


Taques lembrou ter feito uma reforma administrativa no início do mandato e uma segunda em 2016. E disse que conseguiu aprovar a emenda constitucional do Teto de Gastos, que congela das despesas por cinco anos.


Taques disse que também que, apesar de não ter conseguido aprovar, apresentou projetos da Lei de Diretrizes Orçamentárias descontando 15% dos Poderes.


“Dizem que temos que diminuir o tamanho do Estado... Qual Estado? Existem algumas pessoas que falam sem conhecimento. Chegam às raias da ignorância no que falam”, afirmou.

“Quando se fala em reforma do Estado, precisamos perguntar ao cidadão que tipo de reforma? Mandar servidor público embora? Em qual área? Tem gente aí dizendo que vai diminuir o número de servidor. Vai mandar professor embora? Mato Grosso tem 40 mil profissionais da Educação. Vamos mandar professor embora? Eu não vou mandar professor embora”, disse.


O tucano afirmou que não se arrepende de ter mantido o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) do funcionalismo público. E ressaltou que o número de servidores comissionados em Mato Grosso é um dos menores do País.


“Nós estamos substituindo dois professores contratados por um efetivo. Outros 15 mil servidores comissionados são da Segurança. Nós chamamos 27% e vamos mandar embora policiais com o índice de criminalidade caindo? Outros cinco mil são da Saúde”, enumerou.


“Os profissionais da Educação de Mato Grosso recebem hoje o terceiro melhor salário do Brasil. A consequência disso é que, quando assumi, éramos o 26º pior colocado. Em 2016, estávamos em 21º e agora em agosto para setembro sai à nova avaliação e devemos ficar entre 10º a 15º. Falar que não avançamos? Isso mostra que tivemos avanços e avanços de verdade”, completou.


 

Fonte: midianews
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
19/10/2018
18/10/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2018 - Arinos Notícias