Bem vindo ao Arinos Notícias, Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018
Noticia
     
2 de Outubro, 2018 - 15:16
Faca e Fake não detém a disparada de Bolsonaro e Selma nas pesquisas!

Falhou o brutal atentado contra a vida do deputado Jair Bolsonaro (PSL). O mito vive. Os assassinos da pátria, personificados em Adélio, no entanto, não desistiram do proposito de implodir a candidatura do capitão e destruir sua honra e reputação.

Os delinquentes da esquerda bisonha produzem e manipulam Fake News com a mesma habilidade com que desferem socos, chutes, pontapés e golpes de faca em adversários políticos ou em simples eleitores de direita.

Com as mãos ainda suja com o sangue do capitão, a sucia petralha invade as redes sociais, defeca e urina no teclado de seus Smartphones e notebooks para produzir dejetos contra o favorito na corrida presidencial, Jair Bolsonaro e seus principais aliados nos estados.

Abater Bolsonaro é a meta primeira das hienas famintas, que retornam em bando para tentar resgatar, via Haddad/Lula, o que restou da carcaça da República.

Em outro flanco, os petralhas e agregados trabalham para minar ou reduzir as chances de eleição de aliados de Bolsonaro, nos estados, para o senado e Câmara dos Deputados. Se eleito, o mito pode padecer nas mãos de um congresso corrupto, venal e hostil a ele.

Em Mato Grosso, a falange vermelha, liderada pelo PT, PV e PCdoB, com o apoio velado do PSOL e REDE, intensifica o bombardeio contra Selma Arruda (PSL). A candidata de Bolsonaro ao senado não será atingida por golpes de faca. Os Adélios de Cuiabá usam Fake News. Coisa absurda!

Mais estupefaciente é perceber a aliança informal firmada entre esquerdopatas e membros raivosos de organizações criminosas desmanteladas por Selma Arruda, quando no exercício da magistratura. Eles querem vingança!

Não é preciso ser expert em política e muito menos ter a visão além do alcance para perceber que em todas as Fake News plantadas contra Selma Arruda estão presentes as digitais de graúdos gangsteres, que abrilhantaram as operações Ararath, Sodoma, Seven e Rêmora, entre outras.

Selma Arruda precisa resistir as investidas de comunistas, petralhas e ativistas da esquerda escrota e, ao mesmo tempo, se livrar dos petardos lançados por notórios chefes e membros de poderosas organizações criminosas reduzidas de tamanho ou aniquiladas pela força da caneta da então juíza titular da 7º Vara Criminal de Cuiabá.

As máfias atuam por meio de longa manus, guachebas, pistoleiros e jagunços. Eles esfaqueiam, sequestram e matam concorrentes ou desafetos.

No entanto, os mercenários arregimentados para destruir Selma Arruda pertencem a uma linhagem mais refinada de bandidos. São assépticos em suas ações. Não usam faca, não derramam sangue!

A arma deles é a Fake News. Como legião do capeta, estão presentes na imprensa, nas redes sociais, tem o suporte de marqueteiros e frequentam agências de publicidade. Se assim não fosse, não seriam prepostos do crime organizado.

A pesquisa Band/Real Time Big Data, divulgada pela TV Cidade Verdade, nesta segunda-feira, coloca a juíza Selma Arruda (PSL) em situação de empate técnico com Jayme Campos (DEM).

O democrata tem 30% das intenções de voto. A senadora de Bolsonaro vem logo em seguida, com 26% da preferência dos entrevistados. Isso explica a fúria e a maldade dos prepostos de equinos, bovinos e suínos à caminho do espeto.

Ah! Agora você entendeu? Agora você sacou e percebeu como todas as peças se encaixam?

Destruir as candidaturas de Bolsonaro e Selma faz parte de um plano urdido, financiado e executado por gente de alta periculosidade. Não seria hora de Selma Jair ganhando para dar suporte a Bolsonaro no Congresso Nacional?

Fonte: abroncapopular
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
12/12/2018
11/12/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2018 - Arinos Notícias