Bem vindo ao Arinos Notícias, Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Noticia
     
25 de Outubro, 2018 - 14:33
Deputado questiona responsabilidade dos políticos que apoiam Bolsonaro

Valdir Barranco: “Eu pergunto aos políticos que apoiam Bolsonaro, o que vão falar ao povo quando forem massacrados por um governo totalitário?” Deputado estadual, Valdir Barranco (PT), conversou com exclusividade, nesta quinta-feira (25), com a reportagem do Muvuca Popular sobre o cenário político de Mato Grosso e do país, que está às vésperas do segundo turno das eleições 2018.

Barranco questionou a responsabilidade dos políticos que se dizem democratas e progressistas, que declararam apoio ao ex-capitão do exército, que tem um general como vice e que ameaça a Democracia em cada fala ou discurso, como o que fez na Avenida Paulista no último domingo (21). Na ocasião o militar prometeu: “Essa turma, se quiser ficar aqui, vai ter que se colocar sob a lei de todos nós. Ou vão para fora ou vão para a cadeia”, disse, se referindo aos opositores.

Afirmou, ainda, que vai fazer “uma limpeza nunca vista na história desse Brasil” e foi mais além: “Vamos varrer do mapa esses bandidos vermelhos do Brasil”, afirmou, sob gritos de “Fora PT”.

Para Barranco falta responsabilidade das lideranças políticas do estado de Mato Grosso, porque cabe às lideranças fazer o alerta à população sobre os riscos que correm ao embarcar em um projeto de extrema-direita.

Dentre os que declararam apoio a Bolsonaro, estão o senador e deputado federal eleito, José Medeiros (Podemos), que faz parte da coordenação nacional da campanha de Bolsonaro no segundo turno; Blairo Maggi (PP), ministro da agricultura, declarou apoio ao militar; Mauro Mendes (DEM) afirmou que, assim como no primeiro turno, votará novamente em Jair Bolsonaro (PSL) nas eleições do dia 28 de outubro, pelo segundo turno. O governador Pedro Taques, bem como o PSDB estadual, declarou apoio a Bolsonaro. “Mato Grosso não pode num momento crucial como esse se omitir. Nós decidimos aqui que iremos apoiar o candidato Jair Bolsonaro no 2ª turno", afirmou Paulo Borges, presidente do PSDB-MT.

“E todos esses políticos que declararam apoio ao Bolsonaro, no ano que vem, caso ele seja eleito, cumpra o discurso e faça um governo totalitário de massacre à população, massacre aos mais pobres, aos negros, aos indígenas, porque não vão ser os ricos que vão sofrer. Então, a pergunta que eu quero deixar para essas lideranças políticas de Mato Grosso é, se Bolsonaro vencer as eleições (nós vamos trabalhar para que isso não aconteça. Tenho muita fé em Deus, porque Deus não apoia governo totalitário que massacra a população como fez Hitler na Alemanha), que respostas esses políticos vão dar para a população quando estiverem sofrendo na pele as consequências de um governo antidemocrático?”, questiona Barranco.

Fonte: muvucapopular
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
14/11/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2018 - Arinos Notícias