Bem vindo ao Arinos Notícias, Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Noticia
     
31 de Outubro, 2018 - 13:55
Criminosos usavam aviões e rastreadores para monitorar transporte de drogas em MT

Os policiais cumprem 29 mandados de prisão e buscas e apreensões nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná e São Paulo. A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (31) a Operação Carcará*, com o objetivo de combater os crimes de tráfico internacional de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Os policiais cumprem 29 mandados de prisão e buscas e apreensões nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná e São Paulo. As ordens foram expedidas pela 5ª Vara da Justiça Federal de Mato Grosso.

A organização criminosa, com sede em Mato Grosso e São Paulo, “importava” droga da Bolívia com alto teor de pureza. O entorpecente era carregado por meio de aeronaves, sendo depositado na cidade de Colniza/MT. Do município, o material seguia para São Paulo em caminhões com fundos falsos, geralmente localizados nos tanques de combustíveis.

As investigações apontam que o grupo utilizava rastreadores via satélite para monitorar os caminhões carregados com drogas. A PF ainda apurou que um dos presos, que já se encontra preso por homicídio, possuía aeronave e carteira de piloto para voar.

No decorrer da operação a PF apreendeu mais de meia tonelada de entorpecentes. Todos os bens (móveis, veículos e aeronaves) da organização estão sendo apreendidos e foram sequestrados por ordem judicial.

*O nome da operação é uma referência à ave Carcará que, enquanto realiza seu voo, acompanha atentamente os fatos que ocorrem na terra.

Fonte: RepórterMT
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
14/11/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2018 - Arinos Notícias