Bem vindo ao Arinos Notícias, Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019
Noticias
     
2 de Agosto, 2019 - 09:05
Alvo da Lava Jato, grupo doou R$ 3 milhões a Taques em 2014

Ex-governador relatou ter repassado R$ 1,1 milhão desse valor a outros candidatos da sua coligação

O Grupo Petrópolis, alvo da 62ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta quarta-feira (31), doou mais de R$ 24,8 milhões a campanhas políticas no país, apenas durante as eleições de 2014.


Dentre os maiores beneficiados, está o ex-governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), que recebeu R$ 3 milhões.


Nesta fase da Lava Jato, a Polícia Federal investiga o pagamento de propinas travestidas de doações de campanha eleitoral que teriam ocorrido entre os anos de 2008 e 2014.




A apuração do envolvimento do Grupo Petrópolis remonta a 2016, quando uma planilha com nomes de políticos e referência à cerveja Itaipava foi achada na casa do executivo da construtora Odebrecht Benedicto Junior.


Segundo delação do executivo, a construtora utilizou o Grupo Petrópolis para realizar doações de campanha eleitoral para políticos de 2008 a 2014.


De acordo com levantamento feito pelo MidiaNews junto ao Tribunal Superior Eleitoral, o ex-governador relatou em suas contas de campanha ter recebido do grupo dois pagamentos, entre setembro e outubro daquele ano, nos valores de R$ 1 milhão e R$ 2 milhões.


Desse total, Taques relatou à Justiça Eleitoral ter repassado R$ 1.143.474,00 a candidatos a deputados estaduais, federais e senadores que integravam a sua coligação, à época.


Veja fac-símile da doação feita a Taques:





Parte das doações feitas pelo Grupo Petrópolis ao então candidato Pedro Taques


Outras doações


O Grupo Petrópolis aparece, ainda em 2014, como um dos doadores de campanha do então candidato a deputado federal por Mato Grosso Adilton Sachetti (PSB), a quem foi repassado R$ 100 mil.


Além disso, o grupo também figura na lista de receitas do então candidato a deputado federal Nilson Leitão (PSDB), que alega ter recebido R$ 42.601,08 da Cervejaria Petrópolis por meio de repasse do então candidato Pedro Taques.



Repasses de Taques


Ao relatar suas despesas de campanha à Justiça Eleitoral, Taques relata ter feito 31 repasses de valores recebidos do Grupo Petrópolis para candidatos da sua coligação.


As doações feitas pelo grupo já constavam em delação firmada pelo empresário Alan Malouf junto à Procuradoria-Geral da República, no âmbito da Operação Rêmora, que apurou esquema de fraude na Secretaria de Estado de Educação (Secuc).


Na época, Malouf afirmou que a Cervejaria Petrópolis fez as doações em troca da manutenção de incentivos fiscais no Estado.

No acordo, Malouf diz que, caso houvesse isonomia para o setor com o nivelamento dos incentivos nos mesmos patamares, o Estado colocaria em seu caixa valores que “seguramente superam o montante de R$ 200 milhões por ano”.


A Cervejaria Petrópolis usufrui de incentivos desde o Governo Silval Barbosa. Na delação que firmou com a PGR, o ex-secretário de Indústria e Comércio de Mato Grosso, Pedro Nadaf, afirmou que a empresa pagou R$ 2,5 milhões de dívidas de campanha de Silval em troca de incentivos.


Confira abaixo a lista de beneficiados por repasses de Taques e os respectivos valores recebidos:


- Direção estadual/distrital PSDC-MT - R$ 25.000,00


- Victorio Galli (PSC) - R$ 200.600,00


- Adilton Domingos Sachetti (PSB) - R$ 500.000,00


- Candido Teles De Araujo (PSB) - R$ 28.520,00


- Carlos Avalone Junior (PSDB) – R$ 4.000,00


- Ednor Fernandes Vieira (PSB) - R$ 3.620,00


- Elizeu Francisco do Nascimento (PSDC) - R$ 20.000,00


- Elizeu Francisco do Nascimento (PSDC) - R$ 21.200,00


- Eterno Leide Montalvão (PSB) - R$ 3.620,00


- Ewerton Aparecido Moreira Salgado (PSDC) - R$ 7.694,00


- Ewerton Aparecido Moreira Salgado (PSDC) - R$ 15.000,00


- Joeme Moraes Costa (PSB) - R$ 3.620,00


- Joeme Moraes Costa (PSB) - R$ 3.620,00


- Rogerio Salles (PSDB) - R$ 150.000,00


- Juliano de Souza Rabelo (PSB) - R$ 8.000,00


- Juliano De Souza Rabelo (PSB) - R$ 3.620,00


- Luciano Souza Arruda (PSB) - R$ 3.620,00


- Marisa Ferreira De Abreu (PSB) - R$ 5.000,00


- Marise da Costa Souza (PSB) - R$ 3.620,00


- Mateus Magalhães (DEM) - R$ 3.620,00


- Max Joel Russi (PSB) - R$ 28.960,00


- Oscar Martins Bezerra (PSB) - R$ 4.000,00


- Pedro Inacio de Oliveira (PRP) - R$ 5.000,00


- Pery Taborelli da Silva Filho (PV) - R$ 20.000,00


- Raimundo Hedvaldo Costa (PSB) - R$ 3.620,00


- Sergimar Vieira Marques (PSB) - R$ 3.620,00


- Tulio Aurelio Campos Fontes (PSB) - R$ 3.620,00


- Uigue Bergue Pereira de Souza (PSDC) - R$ 16.200,00


- Valdinei Holanda Moraes (DEM) - R$ 14.480,00


- Wilson Pereira Dos Santos (PSDB) - R$ 25.000,00


- Wilson Pereira dos Santos (PSDB) - R$ 5.000,00
Fonte: Juina News
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
22/08/2019
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2019 - Arinos Notícias