Bem vindo ao Arinos Notícias, Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019
Noticias
     
3 de Setembro, 2019 - 09:37
Sete pessoas são presas suspeitas de ataque e explosão em caixas de banco em Cuiabá

Ladrões renderam um mototaxista na madrugada de 2ª, invadiram a agência, explodiram caixas eletrônicos e fugiram.



Sete pessoas foram presas na tarde dessa segunda-feira (2) suspeitas de terem envolvimento no ataque e na explosão de caixas eletrônicos de um banco no bairro CPA 2, em Cuiabá. Segundo a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), com um deles foi encontrado o valor de R$ 3 mil em dinheiro.





Quatro dos assaltantes foram autuados por furto qualificado mediante utilização de explosivo e associação criminosa. Outro dois foram detidos com drogas e arma e autuados por tráfico de drogas.




As prisões foram feitas pela GCCO no bairro Residencial Jardim Buriti, em Cuiabá.




Quatro presos são suspeitos do furto ocorrido na madrugada segunda-feira. Na ocasião, ladrões renderam um mototaxista, invadiram a agência, explodiram caixas eletrônicos e fugiram. Não se sabia até então se os ladrões tinham conseguido ou não levar algum dinheiro.




Os policiais da GCCO descobriram que o dinheiro furtado estaria em uma residência no Bairro Santa Amália, onde outros criminosos tentavam limpar as cédulas manchadas com tinta vermelha em virtude da explosão.




Ao chegarem na casa, os policiais encontraram dois suspeitos: pai e filho. Eles limpavam as notas e foram conduzidos para a GCCO.




Na residência havia vários locais manchados com a tintura vermelha que estava nas cédulas. No entanto, não foram encontradas evidências de que o pai do suspeito, em que as cédulas eram lavadas, está envolvido nos crimes.



 



Na sequência, os policiais seguiram para uma residência no bairro Santa Inês, suspeita de ter pessoas que estavam auxiliando os ladrões na ação criminosa.




Nesse local, dois suspeitos foram detidos e com eles apreendidos várias trouxinhas de droga, um revólver e acessórios para o preparo da droga para a venda.




A GCCO recebeu informações de que uma das motocicletas utilizadas durante a ação criminosa estava sendo guardada na casa, porém, foi retirada antes da chegada dos policiais.




As cédulas que estavam sendo limpadas pelos criminosos não foram localizadas.





No entanto, os policiais apreenderam várias notas no local e o valor ainda está sendo contabilizado.





 

Fonte: G1 MT
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
06/11/2019
05/11/2019
 menos   2   3   4   5   6   7   8   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2019 - Arinos Notícias