Bem vindo ao Arinos Notícias, Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019
Noticias
     
9 de Setembro, 2019 - 09:06
Suspeito de ter matado ex-namorada e o pai dela e ter baleado a mãe em MT teria roubado arma do avô da vítima

A adolescente, que até 2018 vivia com a avó no município de Juara, sofreu, em menos de um ano de namoro, a primeira ameaça do então namorado e principal suspeito do crime, Luiz Felipe da Silva Alves.



Luiz Felipe da Silva Alves, de 24 anos, suspeito de ter assassinado a ex-namorada e o pai dela e ter tentado matar a mãe da adolescente teria roubado a arma no avô da menina, conforme a Polícia Civil.





Na quinta-feira (5), na comunidade de Lagoinha, Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, Luiz Felipe teria matado Amanda Gabrielyy da Silva Belém, de 17 anos, e Jefetter de Jesus Belém, de 37. A mãe de Amanda, Cristiane da Silva Belém, de 35 anos, foi baleada e está internada.




A adolescente e o pai morreram no local do crime. A mãe, segundo a promotora de Justiça Solange Linhares, foi levada ao Pronto Socorro de Várzea Grande e está aguardando vaga em UTI.




Conforme a promotora de Justiça, os fatos relacionados ao crime chegaram ao conhecimento da polícia no dia 26 de agosto, quando a adolescente e a sua mãe registraram boletim de ocorrência por ameaça e estupro. No mesmo dia, várias providências foram adotadas mas, infelizmente, não foram suficientes para evitar a chacina.




A adolescente, que até 2018 vivia com a avó no município de Juara, a 690 km de Cuiabá, sofreu, em menos de um ano de namoro, a primeira ameaça do então namorado e principal suspeito do crime, Luiz Felipe da Silva Alves. Desde o início do relacionamento, conforme consta em seu depoimento à Polícia Civil, o namorado dizia que não gostava de ser contrariado e a primeira comprovação veio após ela ter se recusado a manter relação sexual.



Assustada, a jovem disse que tentou terminar o namoro, mas ele não aceitou, disse que estava fora de si e que isso não aconteceria mais. Mesmo com medo, ela contou que não conseguiu por fim a relação. No dia 24 de agosto, dois dias antes de seu aniversário, seus pais estavam preparando a comemoração quando ela disse que foi até a casa do namorado e ele não a deixou sair com sua irmã, levando-a a um quarto e novamente com um revólver forçou-a a manter relação sexual.




Ao voltar para a casa dos pais, onde já estava acontecendo a festa, a adolescente disse ter contato para uma amiga o ocorrido que a orientou a falar para a sua mãe. Após tomar conhecimento dos fatos, a mãe da vítima, Cristiane da Silva Belém, decidiu registrar o boletim de ocorrência na delegacia de Chapada dos Guimarães.




O termo de declaração da mãe, da vítima e de uma testemunha foi elaborado no dia 26 de agosto, às 15h22. Logo em seguida, a autoridade policial representou com pedido de providências ao Poder Judiciário. No mesmo dia, às 19h50, em plantão judicial, o magistrado, com parecer favorável do Ministério Público, determinou a aplicação de medidas protetivas à vítima, como a proibição de contato e aproximação com a ofendida, ou com testemunha dos fatos por qualquer meio de comunicação, estabelecendo-se o limite mínimo de 400 metros de distância; e a proibição de frequentar a casa e o trabalho da vítima a fim de preservar a integridade física e psicológica da agredida.




O magistrado estabeleceu ainda o cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa do suspeito. A ordem judicial foi cumprida no dia 29 de agosto e de acordo com a certidão elaborada pelo oficial de Justiça a casa estava fechada e no local foi encontrado uma espingarda, uma bolsa contendo cartuchos, um machado pequeno e um facão.


 





 

Fonte: G1 MT
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
21/10/2019
18/10/2019
17/10/2019
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2019 - Arinos Notícias