Bem vindo ao Arinos Notícias, Domingo, 05 de Abril de 2020
noticias
     
20 de Marco, 2020 - 14:27
Sobe para 59 o número de casos suspeitos para coronavírus em MT

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, nesta quinta-feira (19), o total de 59 casos suspeitos de coronavírus em Mato Grosso. Os casos são devidamente monitorados, não existindo, até o momento, confirmações oficiais da doença no estado.



As ocorrências que levantam a suspeita de COVID-19 estão em Lucas do Rio Verde (2), Aripuanã (2), Araputanga (4), Cuiabá (28), Nova Xavantina (2), Rondonópolis (4), São José do Rio Claro (2), Sinop (1), Ipiranga do Norte (1), Juína (1), Juruena (1), Campo Verde (2), Campo Novo do Parecis (1), Poxoréu (1), Tangará da Serra (1), Várzea Grande (3), Primavera do Leste (1) e Cáceres (2).



O aumento no número de casos suspeitos também é consequência da atualização do protocolo de definição de caso, conforme direcionamento do Ministério da Saúde; a medida impacta no aumento de casos suspeitos e confirmados em todo o país. Nesta quinta-feira, o Governo Federal confirmou 621 casos de COVID-19 no Brasil – dado que apresenta 193 casos novos em relação aos números do dia anterior.



Até o momento, as equipes de vigilância monitoraram um total de 87 ocorrências em Mato Grosso. De acordo com a Nota Informativa da Secretaria de Estado, 11 casos foram descartados e 17 foram excluídos por não preencheram critérios de definição de caso para COVID-19.



Conforme a área técnica, o sistema de informação oficial segue instável, o que justifica a possibilidade de os dados estarem discordantes daqueles apresentados pela plataforma do Ministério da Saúde.



Contexto



A Nota Informativa nº 15 esclarece que o Laboratório Central do Estado de Mato Grosso (Lacen-MT), sendo o laboratório de referência para análises epidemiológicas relacionadas a COVID-19, iniciou nesta quinta-feira (19) a realização das análises locais.



Até então, as amostras para COVID-19 chegavam ao Lacen e, a depender da análise negativa para outros vírus, eram enviadas ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo – um dos laboratórios de referência nacional. A partir de agora, o Lacen trabalhará com o prazo de até 72h após a amostra estar no laboratório estadual.



 

Fonte: Nortão Noticias
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
03/04/2020
02/04/2020
01/04/2020
30/03/2020
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2020 - Arinos Notícias