Bem vindo ao Arinos Notícias, Terça-Feira, 07 de Abril de 2020
noticias
     
20 de Marco, 2020 - 16:37
Campanha de vacinação contra Influenza começa nesta segunda em Cuiabá


A Campanha Nacional de Vacinação contra influenza, que normalmente acontece em abril, foi antecipada pelo governo federal e começa nesta segunda-feira (23), em Cuiabá. O objetivo é diminuir o número de pessoas gripadas e, assim, ajudar no diagnóstico de possíveis casos de coronavírus.





A campanha vai até o dia 22 de maio. A Secretaria de Saúde de Cuiabá informou que a vacinação será dividida em três fases. A primeira, que acontecerá do dia 23 de março a 16 de abril, terá a vacinação para os idosos, profissionais da Saúde pública e privada.




A segunda fase da campanha, que começa no dia 17 de abril e vai até o dia 9 de maio, será para professores de escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, crianças de seis meses a menores de 6 anos, povos indígenas, gestantes e puérperas, que são mulheres de até 45 dias após o parto.




A terceira fase vai até o dia 22 de maio e terá a vacinação de adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos.



 



Em todo Brasil foram disponibilizadas 75 milhões de doses e o objetivo é atingir 90% de cada um dos grupos prioritários. A vacina previne contra três tipos de influenza: influenza A H1N1, influenza A H3N2 e Influenza B.




 



Sintomas e orientações




 




Entre os sintomas da gripe estão febre alta, dor muscular, dores de cabeça, na garganta e coriza.




Além da vacinação, as orientações para evitar o vírus é lavar as mãos com frequência, usar lenço para a higiene do nariz, cobrir o rosto no momento do espirro, evitar compartilhar objetos de uso pessoal e tomar cuidado com o contato com pessoas que tenham adquirido o vírus.




O vírus usado na vacina é “inativado”, não podendo gerar uma gripe e a imunização evita entre 32% e 45% o número de hospitalização por pneumonia e entre 40% e 75% as mortes por complicações resultantes do vírus.




A imunização é contraindicada para pessoa com alergia a ovo, que devem procurar o médico para orientações. A reação em geral ocorre com dor no local da injeção, sem provocar efeitos colaterais maiores.




 

Fonte: G1 MT
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
07/04/2020
03/04/2020
02/04/2020
01/04/2020
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2020 - Arinos Notícias