Bem vindo ao Arinos Notícias, Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021
noticias
     
26 de Fevereiro, 2021 - 13:26
Previsão do tempo para o fim de semana indica chuva forte e volumosa

Previsão do tempo para sábado, 27

Sul

A chuva continua forte a qualquer hora do dia no leste do Paraná e de Santa Catarina. Atenção aos volumes elevados, que devem passar facilmente de 70 mm nessas áreas, segundo a previsão do tempo. Há riscos para alagamentos e deslizamentos de terra.

Um vórtice ciclônico influenciará nos temporais na maior parte do Paraná e em parte de Santa Catarina. Estão previstas rajadas de vento de mais de 60 km/h nos dois estados, além de risco de queda de granizo no interior do Paraná.

Já no nordeste do Rio Grande do Sul, assim como em alguns pontos da serra e no litoral norte, as pancadas de chuva são mais isoladas.

Por outro lado, a atuação de uma massa de ar seco inibe a formação de nuvens de chuva e mantém o tempo firme e com maior amplitude térmica no sudoeste do Paraná, oeste de Santa Catarina e em grande parte do Rio Grande do Sul.

Sudeste

Chove forte, na forma de temporais, com trovoadas e elevados volumes acumulados em boa parte de São Paulo, do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, inclusive nas três capitais. Há riscos para alagamentos, deslizamentos de terra e enxurradas. Os acumulados de chuva podem passar de 80 mm no Vale do Ribeira e no litoral paulista, e pode registrar esses valores de maneira pontual no Vale do Paraíba. No Espírito Santo há mais períodos de melhoria e chuvas mais isoladas.

Ressalta-se que as temperaturas ficam mais amenas ao longo do sábado em São Paulo, Minas e Rio, devido ao tempo mais fechado nessas áreas, com risco de invernada. Essa situação deve perdurar até os primeiros dias da semana que vem.

Centro-Oeste

A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) segue trazendo bastante chuva, com tempo fechado no leste e nordeste de Mato Grosso, centro, leste e norte de Goiás e no Distrito Federal. Aliás, entre Goiás e o Distrito Federal, a chuva intensa tem o reforço de um vórtice ciclônico nos médios níveis da atmosfera. Os acumulados prometem ser bastante elevados e há riscos para mais alagamentos e deslizamentos de terra.

Ressalta-se que no nordeste e leste de Mato Grosso do Sul também tem temporais e volumes de água elevados. Já em boa parte de Mato Grosso do Sul e no oeste e noroeste de Mato Grosso a chuva acontece em forma de pancadas após uma tarde quente.

Somente cidades de Mato Grosso do Sul mais próximas ao Paraguai, que ficam no sudoeste do estado, é que o tempo será firme. Aliás, nessas áreas faz mais calor e a umidade do ar fica abaixo dos 30%.

Nordeste

O tempo instável segue marcando presença por grande parte da região, que segue sob influência de áreas de instabilidade em diferentes níveis da atmosfera. A chuva mais volumosa acontece no centro sul do Maranhão e do Piauí e no oeste da Bahia, atenção que nessas áreas há até risco para eventual queda de granizo, mas o tempo não deve ficar fechado, pois boa parte das instabilidades ocorrem no período da tarde.

Em áreas do centro e norte da Bahia, a chuva é mais isolada e com menor volume, acontecendo preferencialmente após uma tarde de calor.

Já no norte do Maranhão, do Ceará, do Piauí, as instabilidades são causadas pela Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que se forma a partir do encontro dos ventos nos dois hemisférios.

Norte

As instabilidades ocorrem ao longo do dia, e as chuvas são mais volumosas em boa parte do Pará, em todo o Amapá e Tocantins, além do leste do Amazonas. A Alta da Bolívia ajuda nos temporais, mesmo que de maneira isolada no Acre, em Rondônia e no Amazonas. Ressalta-se que em Rondônia os acumulados podem ser pontualmente elevados.

Previsão do tempo para domingo, 28

Sul

A chuva será constante e com acumulados elevados no leste de Santa Catarina, do Paraná e no extremo nordeste do Rio Grande do Sul. Nessas áreas, os acumulados podem passar facilmente de 70mm, em especial o leste de Santa Catarina e do Paraná, com potencial para danos, pois é muita água prevista, e mais o solo encharcado das chuvas dos dias anteriores, trará mais condições para deslizamentos de terra, transbordamento de rios e enxurradas.

Nas demais áreas, também tem riscos para danos, pois são esperados temporais ainda, mais durante a tarde e à noite. Com raios, rajadas de vento e até queda de granizo. Como no Paraná, Santa Catarina e no norte e pontos do leste do Rio Grande do Sul. Ressalta-se que mesmo com a chuva, o tempo será abafado também no centro de Santa Catarina e centro e norte do Paraná.

Por outro lado, o tempo será firme do centro ao oeste do Rio Grande do Sul, com temperaturas elevadas e umidade do ar baixa.

Sudeste

O tempo segue instável e com chuva a qualquer hora do dia em boa parte do estado de São Paulo, do sul ao oeste de Minas Gerais, passando pelo Triângulo Mineiro. As chuvas, além de virem com rajadas de vento, apresentarão acumulados elevados, com riscos para mais alagamentos, deslizamentos de terra e inundações. Atenção que os acumulados no Vale do Ribeira e no litoral paulista podem passar de 80 mm. Há riscos para inundações e transbordamento de córregos também na Região Metropolitana de São Paulo.

No Rio de Janeiro, como nas demais áreas de Minas Gerais e no Espírito Santo, as chuvas vêm mais a partir da tarde, mas acompanhadas por rajadas de vento e até eventuais quedas de granizo. Porém, ressalta que no território capixaba a chuva é de maneira mais isolada e passageira.

Centro-Oeste

Domingo com chuva a qualquer hora do dia em Mato Grosso, Goiás, no Distrito Federal e no extremo nordeste de Mato Grosso do Sul. As chuvas são intensas e, conforme o dia passa, vão ganhando mais força. Destaque para os acumulados elevados nessas áreas. Aliás, os volumes de chuva devem passar dos 70 mm em MS e GO.

As pancadas de chuva em parte de Mato Grosso do Sul ocorrem de maneira mais isolada, mas são fortes também, e nesse caso vem depois de uma tarde de calor. Por fim, o tempo será firme no sudoeste de Mato Grosso do Sul.

Nordeste

Domingo tem previsão de chuva novamente. Os maiores acumulados ocorrem no extremo sul do Maranhão e no extremo oeste da Bahia, e do nordeste da Bahia até o Rio Grande do Norte. Os temporais mais fortes ocorrem no Maranhão, Piauí, Ceará, oeste de Pernambuco e oeste da Bahia.

Norte

A Alta da Bolívia avança em direção a faixa norte da América do Sul, atuando bem no Acre, Rondônia e o Amazonas, e como esse sistema está com ventos mais fortes em altitude, ajudará na formação das nuvens de chuva, acelerando o aumento dos ventos em altitude e potencializando os temporais nessas áreas. Além disso, as precipitações são reforçadas pela alta quantidade de umidade, e que estão associadas também com a formação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), que canaliza a umidade da Amazônia para o Sudeste.

Os maiores acumulados de chuva ocorrem no Acre, em Rondônia, no Tocantins, no sul do Amazonas e no sul e norte do Pará e no Amapá.

Fonte: Canal Rural
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
22/04/2021
19/04/2021
16/04/2021
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2021 - Arinos Notícias