Bem vindo ao Arinos Notícias, Domingo, 18 de Abril de 2021
noticias
     
7 de Abril, 2021 - 13:24
MT cita que "vida não tem preço" e é contra volta às aulas no pior momento da pandemia

A volta das aulas presenciais com a pandemia de Covid-19 em ascensão em Mato Grosso não tem o respaldo do governador Mauro Mendes (DEM), apesar de um grupo de pais e empresários do setor educacional fazer pressão contra o Governo do Estado e a Assembleia Legislativa. Um projeto de lei que inclui a educação no rol de serviços essenciais autorizados a funcionar durante a pandemia, entrou em votação na Assembleia e foi aprovado em primeira votação, mas não tem o aval do Palácio Paiaguás.

Mauro Mendes foi questionado sobre o assunto durante entrevista na manhã desta terça-feira (6) e pediu a compreensão de quem defende o retorno de profissionais da educação e alunos às salas de aula no pior momento da pandemia que já matou 8.127 pessoas em Mato Grosso, com registros oficiais de 317.254 casos notificados. E não hesitou em afirmar que esse não é o momento de exigir volta das aulas presenciais.

"É dificil dizer que no momento em que bate recorde de mortes vai abrir tudo e tocar a vida normal. Minha clareza à população é que as consequências vêm, elas estão vindo. Mato Grosso, vou repetir de novo, é o Estado com menor índice de distanciamento sociail. Nós temos um número muito grande de mortes nesse momento. E a cada momento você vê as pessoas dizendo: não quero parar, quero continuar, todo mundo olha para o seu interesse até que morre alguém da família dele", comentou o gestor em entrevista à Rádio CBN Cuiabá.

Mauro Mendes disse que entende os pais e responsáveis que estão preocupados com o aprendizado dos filhos e pontuou que também tem uma filha de 6 anos que adora ir para a escola, mas no momento está tendo aulas online. "Gente, são mais 10 dias, 15 dias, mais um mês no máximo. Agora, uma criança que por ventura se contaminar na escola, que levar para dentro de casa e um pai, uma mãe ou um avô que perder a vida, isso nao tem preço, isso não vai poder ser recuperado nunca. Um mês a gente recupera, as crianças recuperam, elas têm grande capacidade", alertou o governador. Thank you for watching

Conforme Mauro Mendes, esse é um momento que demanda de todo mundo um pouco mais de paciência, tolerância e amor. "É com amor e não com ódio, com raiva, com xingamento que a gente vai vencer essa pandemia. Peço que as pessoas colaborem, se todo mundo fizer um pouquinho nós vamos vencer essa guerra. Acho que as escolas são importantes sim, não tenho a menor dúvida disso, mas um pouquinho de paciência vai ajudar nós superamos esse momento difícil que o Brasil, que Mato Grosso, que nós estamos vivendo".

PROJETO DE LEI NA ASSEMBLEIA

No Legislativo Estadual os deputados aprovaram em primeira votação um projeto de lei que reconhece as atividades educacionais como essenciais enquanto durar a pandemia do coronavírus. A segunda votação não foi finalziada por causa de um pedido de vista feito por Thiago Silva (MDB) que pretende apresentar propostas para o aperfeiçoamento do texto da lei, antecipando seu voto favorável ao projeto queu será devolvido na próxima semana.

Com a aprovação, as instituições públicas e privadas de ensino infantil até o superior, bem como estabelecimentos que ofertam cursos técnicos e profissionalizantes estão autorizadas a funcionar sem qualquer restrição do poder público. Dos 24 deputados, seis votaram contra: Eduardo Botelho (DEM), Valmir Moretto (Republicanos), Lúdio Cabral (PT), Allan Kardec (PDT), Dr. Gimenez (PV) e Dr. Eugênio (PSB).

Fonte: Arinos Notícias
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
16/04/2021
15/04/2021
14/04/2021
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2021 - Arinos Notícias