Bem vindo ao Arinos Notícias, Segunda-Feira, 27 de Junho de 2022
noticias
     
9 de Junho, 2022 - 13:38
Professor é preso suspeito de abusar sexualmente de alunas por 10 anos em MG

De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais, após a denúncia apareceram outras vítimas do professor.

Um professor de 53 anos foi preso, nesta quinta-feira (9), suspeito de abusar sexualmente de alunas em uma escola estadual de São Francisco, no Norte de Minas. A Justiça pediu a prisão preventiva do educador após um pedido do Ministério Público de Minas Gerais.

O mandado já foi cumprido pela Polícia Civil e o professor foi encaminhado ao sistema prisional. No último sábado (4), o suspeito abusou de uma menina de 12 anos e o fato foi presenciado por outras duas alunas.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a menina estava no pátio da escola e falou para o professor sobre manchas vermelhas em seu braço. Nesse momento, o suspeito passou as mãos na cintura dela.

De acordo com o Ministério Público após a notícia do abuso ocorrido no sábado ter se espalhado na comunidade local, surgiram outras denúncias de abuso sexual pelo mesmo professor em relação a outras alunas, todas menores de 14 anos.

"Há histórico de abusos sexuais por parte do requerido, a evidenciar que várias mulheres possivelmente foram vítimas de importunação sexual ou estupro de vulnerável por parte do representado, por mais de uma década, durante sua carreira como professor”, destacou o MPMG.

O MPMG já instaurou um Procedimento Investigatório Criminal e já ouviu as mães das vítimas, as alunas e testemunhas. "Conforme a decisão da Justiça, a prisão preventiva deve ser decretada para a garantia da ordem pública, com o fim de impedir que o representado, mantido em meio livre, possa voltar a delinquir".

Por nota, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) informou que o professor estava afastado das suas funções desde o início da semana, após a denúncia da estudante e que ele ficaria fora do cargo até o fim das investigações.

"A direção da unidade tomou todas as medidas necessárias logo que tomou conhecimento do caso, acolheu a aluna e seus responsáveis e conversou com a Polícia Militar, que registrou a ocorrência. A Superintendência Regional de Ensino de Januária acompanha o caso, por meio da equipe de inspeção escolar, e a Fucam determinou a instauração de processo administrativo para aplicação das medidas administrativas cabíveis", concluiu a secretaria.

Fonte: O Tempo
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
27/06/2022
24/06/2022
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2022 - Arinos Notícias