Bem vindo ao Arinos Notícias, Segunda-Feira, 02 de Agosto de 2021
noticias
     
31 de Maio, 2021 - 14:29
Volta por cima: após perder gado para o frio, pecuarista celebra bons resultados

No ano de 2020, o pecuarista Amauri Nazário Pinheiro viveu um momento de muita tristeza ao ver que parte do seu rebanho havia sido morta pelo frio repentino que atingiu a cidade de Reserva do Cabaçal, em Mato Grosso.


Criador de gado nelore P.O (puro de origem), o produtor contou, em primeira mão, ao Canal Rural o que passou naquela data. “Nós encontramos 12 animais mortos por causa do frio. Os que ainda estavam vivos tomaram remédio para ver se levantavam”, nos disse na ocasião.


No entanto, ao todo, o pecuarista perdeu 17 tourinhos naquele incidente, e teve um prejuízo de aproximadamente R$ 210 mil. Mas agora, quase um ano depois, Amauri nos conta que trabalhou bastante e conseguiu superar tudo o que passou em 2020.



“O prejuízo que tivemos, felizmente, o próprio gado recupera. Se fosse hoje, esse prejuízo estaria na casa dos R$ 350 mil por causa do preço da arroba. É uma criação muito abençoada por Deus, e costumo dizer que gado não dá prejuízo. Ainda tivemos a sorte de dar essa alavancada no arroba do boi, que melhorou muito”, falou.


Proteção para o gado

Questionado se tem medo de perder mais animais por causa do frio repentino, ele disse que acha improvável, mas, por via das dúvidas, fez mudanças na propriedade. “Aquilo foi uma fatalidade aqui em Mato Grosso. Foi algo que acho difícil acontecer de novo, no entanto, eu comprei 7 alqueires do meu vizinho que tem mata fechada e, se a gente perceber que vai esfriar, a gente abre a porteira para o gado se abrigar na mata, pois o que prejudica os animais é o vento em pasto aberto”, disse.

Amauri lembra, por exemplo, que no incidente de 2020, em sua outra fazenda, o gado acabou se protegendo na mata e não houve nenhum caso de morte. “Deus esteve comigo desde aquele vez. Tinham 100 tourinhos na mesma situação. Eu digo que não perdi 17, eu ganhei 83. Poderiam ter morrido todos eles. Sou muito grato a Deus por isso, que sempre tem me guiando e ajudando para dar tudo certo”, concluiu.


Relembre o caso

No dia 23 de agosto de 2020, um domingo, uma massa de ar polar alcançou o Centro-Oeste e provocou estragos em fazendas de Mato Grosso. Nas cidades de Reserva do Cabaçal e Salto do Céu, no sudoeste do estado, a temperatura baixa surpreendeu os produtores.


O relato foi de sensação térmica na casa de 0 °C, algo muito incomum no estado, principalmente para gado da raça nelore. Na ocasião, Amauri relatou a morte de cerca de 100 animais nas fazendas vizinhas. As maiores vítimas foram os animais mais novos em campo aberto.


Além do gado, animais silvestres como porco espinho, garças, passarinhos e morcegos morreram de frio naquela madrugada.

Fonte: Canal Rural
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
02/08/2021
21/07/2021
20/07/2021
19/07/2021
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2021 - Arinos Notícias