Bem vindo ao Arinos Notícias, Segunda-Feira, 02 de Agosto de 2021
noticias
     
7 de Junho, 2021 - 10:22
BRASIL SE TORNA O REI DA SOJA DO MUNDO COM 126 MILHÕES DE T



Alcançamos o primeiro lugar, com 126 milhões de toneladas produzidas e 84 milhões exportadas, respondendo hoje por 50% do comércio mundial de soja. De 2000 a 2020, o País foi o segundo maior produtor e exportador de soja. A partir do ano passado, alcançou o primeiro lugar, com 126 milhões de toneladas produzidas e 84 milhões exportadas. O Brasil responde hoje por 50% do comércio mundial de soja. As exportações brasileiras do grão somaram US$ 30 bilhões, em 2020, e US$ 346 bilhões nas duas últimas décadas. Intitulado O agro no Brasil e no Mundo: uma síntese do período de 2000 a 2020, a pesquisa aponta que o País é o quarto maior produtor de grãos (arroz, cevada, soja, milho e trigo) do mundo, atrás apenas da China, dos Estados Unidos e da Índia, sendo responsável por 7,8% da produção mundial. Em 2020, produziu 239 milhões e exportou 123 milhões de toneladas de grãos.



O país se tornou um verdadeiro celeiro para o mundo, aumentando a produtividade sem a abertura de novas áreas. Todo esse cenário e títulos conquistados pelo país só possível com grande investimento em tecnologia, apoio do governo, aumento do Plano Safra e perseverança dos agricultores!


Dentro desse sistema, alguns grupos se destacam como grandes produtores e comercializadores da oleaginosa. Esses cinco grupos, juntos, possuem mais de 1.600.000 de hectares plantados e são considerados os cinco maiores da agricultura brasileira. Dentre eles, se destacam os grupos SLC Agrícola – Rei da Soja, o Grupo Bom Futuro – Maio projeto de ILPF do mundo e o Grupo Amaggi – Um dos maiores comerciantes do mundo. A SLC Agrícola, que ocupava a segunda colocação, informou em novembro que a compra da Terra Santa estava sendo avaliada. Pois bem, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), autorizou a aquisição da empresa. Sendo assim, ela será proprietária de mais de 581 mil hectares de soja, o que a torna o novo Rei da Soja!



TOP 5 – Grupos em área plantada no Brasil:







As negociações para o acordo entre SLC Agrícola e Terra Santa Agro estão caminhando bem e a assinatura de contrato já estão concluídas e, além dessa área, a empresa arrentou mais 39 mil hectares da Agrícola Xingu.


Produção de Grãos Embora seja o quarto maior produtor de grãos, o Brasil é o segundo maior exportador do mundo, com 19% do mercado internacional. Nos últimos 20 anos, a exportação atingiu mais de 1,1 bilhão de toneladas, o que representou 12,6% do total exportado mundialmente. “Os dados mostram a evolução e o posicionamento da produção e comercialização internacional do agro brasileiro. Soja, milho, algodão e carnes são os produtos mais dinâmicos pela crescente demanda externa. A perspectiva é que devam continuar nos próximos anos. Crescimento populacional e elevação da renda no mundo são as forças motrizes da demanda mundial, principalmente na Ásia, destacando-se a China e, em futuro próximo, a Índia”, afirma Contini.










As exportações brasileiras alcançaram US$ 37 bilhões, só em 2020, e US$ 419 bilhões, entre 2000 e 2020. “O estudo tem como propósito apresentar a performance brasileira de produção e de exportação de grãos, carnes, frutas e produtos da silvicultura, nas duas últimas décadas. Trabalhamos com um recorte temporal de 2000 a 2020, utilizando dados do sistema FAOSTAT e realizando estimativas matemáticas para os resultados de 2020”, esclarece Adalberto Aragão.

O País ocupou em 2020 a terceira posição na produção mundial de milho, com 100 milhões de toneladas (8,2% do total), superado apenas pelos Estados Unidos e pela China. Nas últimas décadas, a posição relativa do Brasil não se alterou quando se considera a produção do grão, mas cresceu em termos de exportações. Em 2020, os produtores brasileiros de milho exportaram 38 milhões toneladas, ou seja, 19,8% das exportações totais do produto, sendo o segundo maior exportador do grão, atrás apenas dos Estados Unidos. Apenas no ano passado, as exportações nacionais de milho somaram US$ 6 bilhões.


 




 

Fonte: Compre rural
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
* O Arinos Noticias não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
mais notícias
02/08/2021
21/07/2021
20/07/2021
19/07/2021
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
enquete
O que você prefere ler?
Polícia
Política
Agronegócios
Variedades
Educação

Se nenhuma das opções sugeridas for de sua escolha, mande sua sugestão através do menu contato
Copyright © 2021 - Arinos Notícias